CRUZEIRO DO MARAMBAIA  - Veja  Aqui!!!


BOA DICA

 

A energia elétrica, um produto de extrema importância em nossa vida e tão comentada nos últimos anos, passa por um longo caminho até chegar ao usuário final.

Nas estações geradoras, a tensão alternada é elevada por transformadores a valores muitos altos e aplicada às linhas de transmissão. No outro extremo das linhas, transformadores reduzem a tensão a valores que podem ser usados para iluminação e força. Diferentes equipamentos elétricos requerem tensões de determinados valores para que funcionem normalmente, e as tensões são obtidas com uso de transformadores.

 

·        Quanto maior a tensão em uma linha de transmissão, maior a sua eficiência. Atualmente mais de 90% das linhas de transmissão conduzem corrente alternada. Usa-se muito pouco a corrente contínua nos sistemas de luz e força. Entretanto, a Corrente Contínua é importante nos circuitos eletrônicos.

 

        NOÇÕES GERAIS SOBRE FORNECIMENTO E CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA

         DEMANDA

 

        A demanda é a média das potências instantâneas solicitadas pela unidade consumidora, integralizada em intervalos de 15 minutos.

É a maior potência solicitada pelos equipamentos ligados a uma instalação (em KW).

 

CONSUMO

O consumo de energia faturado é o efetivamente medido no período (geralmente mensal). É a medida da energia consumida pelos aparelhos de uma instalação. Corresponde à potência do aparelho em "kW" multiplicado pelo tempo (horas) de utilização deste aparelho.

 

ENERGIA ATIVA E REATIVA

 

Todos os equipamentos que possuem um circuito magnético e funcionam em corrente alternada (motores, transformadores, reatores, etc.) absorvem dois tipos de energia: a ativa e a reativa.

·        Energia ativa, é aquela que efetivamente produz trabalho. Exemplo: a rotação do eixo do motor.

·        Energia reativa, é aquela que, apesar de não produzir trabalho efetivo, é indispensável para produzir o fluxo magnético necessário ao funcionamento dos motores, transformadores, etc.

 

HORÁRIO DE PONTA

 

O horário de ponta é composto por 3 (três) horas consecutivas, entre 17:00 e 22:00 horas, exceto Sábados e Domingos, atendendo as condições  do sistema elétrico da concessionária. O horário fora de ponta é o conjunto das horas complementares às da ponta. No horário de ponta, as tarifas de energia elétrica são sobretaxadas.

 

RECOMENDAÇÕES BÁSICAS

 ·        No horário de ponta, período de três horas consecutivas arbitrados por cada concessionária de energia elétrica entre 17:00 e 22:00 horas, de Segunda à Sexta feira, as tarifas de consumo de energia elétrica são sobretaxadas.

 

 ·        O gotejamento de uma torneira ao final de um dia consome um volume de 1.500 litros de água tratada por mês. Estaremos economizando energia quando providenciarmos o conserto do vazamento em pias, vasos, bebedouros e outros. Isso evitará o acionamento constante da bomba d'água, que ao ser ligada consome grande carga elétrica.

·        O funcionamento do sistema de ar condicionado com janelas abertas representa uma sobrecarga do sistema, obrigando a um funcionamento forçado do equipamento.

 

 ·        Não use o ar condicionado em baixa ventilação, pois isso apenas diminui a circulação de ar, pois o compressor continua funcionando. Além de forçar o equipamento, aumenta o consumo de energia. Aumente ou diminui a temperatura ambiente através do termostato, assim você desliga ou liga o compressor.

 

 ·        O uso de benjamins sobrecarrega e aquecem os condutores de um circuito, devido ao aumento de cargas não dimensionadas.

 

 ·        Nunca troque um disjuntor por um de maior valor. Caso necessite colocar mais equipamentos no circuito, verifique primeiro se os condutores suportam tais cargas. Os excessos de cargas em um circuito causam superaquecimento e aumenta o consumo.

 

 MEDIDAS DE RACIONAMENTO NAS EDIFICAÇÕES

 

A seguir serão abordados os principais usos clássicos de energia elétrica nas residências, prédios públicos e comerciais. Analisaremos os equipamentos básicos, sua utilização e outras medidas de caráter operacional e administrativo visando a economia de energia.

 

         ILUMINAÇÃO

 

·        LOCALIZAÇÃO DAS LÂMPADAS

As lâmpadas incandescentes comuns embutidas no teto ou em luminárias tipo "SPOT" sem refletor constituem uma péssima solução, pois a eficiência do conjunto é reduzida, além de provocar um aquecimento excessivo que pode causar a falha prematura do conjunto.

Nas instalações onde a lâmpada fica embutida no teto ou em luminárias tipo "SPOT" sem refletor, deve ser usado lâmpadas refletoras. Se as luminárias for de corpo profundo, use lâmpadas refletoras elípticas. As lâmpadas incandescentes são as fontes de luz menos eficientes e  ultimamente as de maior consumo de energia elétrica.

 

 Sempre que possível, substituam as lâmpadas incandescentes comuns por outras de maior eficiência.

 A tabela abaixo mostra a economia de energia elétrica obtida no uso de lâmpadas fluorescentes e lâmpadas eletrônicas "PL".

 

 Em luminárias onde existem 3 ou 4 lâmpadas fluorescentes; a retirada de uma lâmpada para diminuir o consumo, sem desligar o reator referente a mesma, pode significar apenas a diminuição de luz. Ao retirar lâmpada de uma luminária, desconecte também o reator.

 

 ·        SUBSTITUIÇÃO DAS LÂMPADAS

Em um sistema de iluminação, as lâmpadas fluorescentes podem ser substituídas individualmente ou em grupo. Obtém-se consideravelmente economia quando as lâmpadas são trocadas na data certa. As lâmpadas fluorescentes começam a apresentar falhas mais rapidamente após alcançar 70% da média de sua vida. Além disso, a emissão de luz diminui a medida em que as horas totais de funcionamento da lâmpada aumentam.

Na substituição das lâmpadas, procure lâmpadas de menor potência e mais eficiente, de maior durabilidade e que produza a mesma quantidade de luminosidade. Use a tabela 1 para realizar a escolha ou consulte os catálogos dos fabricantes antes da substituição.

 

Esta DICA é parte de um trabalho sobre CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA, desenvolvido por Luiz Gonçalves Martins e Luiz Miguel Gil.

 

Envie suas opiniões ou sugestões para os e-mails: impactonline@bol.com.br, luizgmartins2@yahoo.com.br, eliasdoimpacto@gmail.com