O Transporte sobre trilhos tem expectativa de crescimento cada vez maior nas grandes cidades.

Com o aumento do quantitativo de carros e a falta de espaço nas vias urbanas, a utilização de transporte sobre trilhos será a única saída para melhorar o transporte urbano.

De acordo com o Plano Diretor de Transporte Urbano da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (PDTU), a utilização de transporte sobre trilhos teve um aumento de 87% nos últimos anos. O Estado tem investido muito na aquisição de trens para o Metrô e na Supervia.

Porem, com o aumento da circulação dos trens nas ferrovias, surge o problema da segurança. 

Novos sistemas de segurança para trens são exigidos há mais de 15 anos. Sistemas que impeçam o avanço de sinais e não permitam aproximação demasiada entre composições, e sistemas que forneçam informações imediatas sobre as ocorrências. 

MELHOR SEGURANÇA – O Sistema ATP aliado ao CBM daria mais segurança na circulação dos trens e melhores respostas nas causas de ocorrências. 

 

ATP – (Automatic Train Protection) é um sistema que regula a velocidade do trem e reforça a segurança  da circulação. O sistema é importante porque impede avanço de sinal e não permite aproximação entre duas composições depois de determinado limite.  .

 

 

 

 

CBM - COMPUTADOR DE BORDO PARA MONITORAMENTO. Desenvolvido com tecnologia integralmente nacional, pela empresa ZGS Tecnologia (www.zgs.com.br), o CBM encontra-se instalado em quase 100% da frota de trens no Metrô Rio, e tem como objetivo supervisionar e registrar os eventos em tempo real, disponibilizando as informações e permitindo às gerências do sistema, ações preventivas e corretivas nas áreas de operação e manutenção do Metrô.

O CBM trabalha com Rádios Sinalizadores que complementam as informações em tempo real, associando os registros dos eventos ao posicionamento dos trens nas linhas, estações e entre estações. Além dos rádios sinalizadores, existem as bases (transferência de dados), que permitem a transferência automática dos dados registrados no trem para o servidor integrado à rede interna do Metrô Rio, e disponibiliza relatórios para consulta e análise. Todas as informações que foram registradas no trajeto são descarregadas a cada viagem.

O vídeo abaixo mostra com detalhes o funcionamento do CBM instalado em um trem.

https://www.youtube.com/watch?v=j-TvNUuH-gk